Acesso 04. Cultura Património e Inclusão
04-11-2015 17:00

3 de Dezembro 2015 - 9.30h - Igreja dos Clérigos​​​​​​


​Na data em que se assinala o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, foi inaugurado o Percurso Acessível e a Sala A + (Acessibilidade +) na Torre dos Clérigos.

 

Aproveitando os recentes trabalhos de renovação e reconversão de um dos mais prestigiados edifícios da cidade do Porto, apoiados num projeto que cedo resolveu os constrangimentos de acessibilidade do complexo, foi proposto pelo Município, a instalação de um posto de perceção multissensorial que simulasse a experiência de subida à Torre do Clérigos, acessível e disponível a todos os visitantes.

 

Segundo Lia Ferreira, Provedora Municipal dos Cidadãos com Deficiência, o objetivo deste trabalho foi alertar para a necessidade de uma mudança de paradigma e mostrar que, mesmo em património edificado secular, é possível fazer mais e melhor, promovendo a integração e inclusão de todos.

 

Rui Moreira disse acreditar firmemente que ao dotar a cidade de acessibilidade e políticas de inclusão, está a trabalhar nas fundações para uma cidade mais competitiva e atrativa, um Porto mais próximo, mais familiar e mais atento. Um Porto de todos e para todos, sem exceção.

 

"Trouxemos o topo da Torre dos Clérigos a todos aqueles que, por razões diversas, não conseguem lá chegar. Queremos abrir a cidade, esbater os limites da inclusão, ir mais longe e inovar", salientou o autarca.

 

O Percurso Acessível é composto por uma rampa de acesso a um elevador, que se desloca até à Sala A +, no quarto andar. No seu interior, a sala integra uma cápsula cilíndrica (produzida a partir da sobreposição de painéis de cortiça) que tem ao seu redor sete monitores que transmitem, em tempo real, as imagens que são capturadas por câmaras, posicionadas estrategicamente, na direção dos pontos cardeais, no cimo da torre.

 

Neste momento, as câmaras têm capacidade para transmitir, de forma escrita, legendas dos espaços que é possível visualizar. Numa segunda fase, será possível a transmissão de áudio, que inclui, para além da fala, também a transmissão, em tempo real, dos sons que podem ser escutados do cimo da Torre dos Clérigos.

 

De relembrar que a Torre dos Clérigos foi recentemente considerada como um edifício com elevada taxa de acessibilidade.

 

O projeto foi desenvolvido pela Câmara do Porto, em parceria com a Associação Regional de Proteção do Património Cultural e Natural (ARPPA), a Irmandade dos Clérigos e a Empresa Amorim Isolamentos.

 ​